domingo, 10 de novembro de 2013

Lampedusa - Cemitério de Direitos Humanos

Como se não bastasse a tragédia da fome e da guerra, da fuga, do medo, dos sacrifícios e do risco assumido, as 366 pessoas que embarcaram no que pensaram ser o caminho para a liberdade, foram obrigadas a pagar, por extorsão, a viagem para a morte... depois de terem sido torturadas e violadas sucessivamente pelos agentes da associação criminosa que vive da promoção do tráfico de seres humanos (LER AQUI- esta notícia chegou via Maria Albertina Silva no Facebook) ... Que mundo é este, em que politicamente se aceita que os cidadãos não possam fruir do direito a viver em paz nos seus países de origem e em que ainda se lhes nega o direito de circular e de fugir da miséria e da violência (ler aqui)? A este propósito e porque é inconcebível pactuar com esta violação dos Direitos Humanos, vale a pena ler o artigo de Serge Halimi no "Le Monde Diplomatique": AQUI.

Sem comentários:

Publicar um comentário