sexta-feira, 6 de maio de 2011

Quem beneficia com o pessimismo do Presidente da República?


Cavaco Silva falou hoje ao país, na sequência do acordo com a troika... Disse o que todos têm repetido, alertando para as dificuldades nacionais e para as que podemos esperar com as medidas de austeridade previstas para a próxima governação... Apesar de não ter podido mostrar-se agastado com os resultados do acordo (bem melhores do que, como a maioria das pessoas, terá suposto) e afirmando que "esta pode ser uma oportunidade", Cavaco Silva não resistiu ao pendor que tem para a amarga reprimenda e, por outras palavras, afirmou que se nos não portarmos bem, daqui a 3 anos, podemos estar pior! Como dizia, há pouco, o Director Executivo da Visão, entrevistado no "Hoje" da RTP 2, também por outras palavras, no esforço de chamada de atenção para o realismo pessimista que a situação económico-social portuguesa pode suscitar, Cavaco Silva "esqueceu-se" de dizer que, se cumprirmos o acordo que agora foi feito com as instâncias internacionais da troika, daqui a 3 anos, o País Pode Estar Muito Melhor!... Filipe Luís não o disse mas, a pergunta impõe-se a um Presidente que tanto falava na necessidade de dar esperança aos cidadãos: porque razão não contribuiu o Presidente da República para o renovar da confiança de que o país precisa para vencer as dificuldades presentes e do futuro próximo? Ao contrário de Filipe Luís, não penso que tenha sido por "esquecimento" e, como alguém bem sugeriu, interrogo-me: "será por razões eleitoralistas?"???... confesso que preferia que não fosse porque não é esse o papel de um Presidente da República!... mas, se não foi essa a razão, como poderemos explicar esse "esquecimento" atendendo a que, apesar de tudo, Portugal tem conseguido alcançar algumas conquistas sociais reconhecidas internacionalmente - como é o caso da notícia sobre as boas condições de maternidade no nosso país (ler Aqui) e os dados hoje divulgados pela OCDE (ler Aqui) que demonstram ter havido resultados nítidos no que se refere ao combate à pobreza que, apesar do muito que tem crescido, diminuiu em relação aos últimos anos - quando, ao contrário do que por cá tem vindo a suceder, a pobreza tem apenas crescido sem oscilações em países como... a Alemanha!

12 comentários:

  1. Obrigado, Miguel... não pode um cidadão distrair-se um bocadinho que estão sempre a tentar tudo para induzir opinião (há quem lhe chame manipulação!) até em declarações que é suposto serem imparciais e visar apenas o interesse nacional!
    Um grande abraço, Miguel.

    ResponderEliminar
  2. O mestre de cerimónias, único com efectiva posse de poderes para o acto, usa-os para gerir o equilibrio entre os noivos e ficar em condições de anunciar o noivado... (posso me enganar muito, mas a troika deixou recados e com aquela gente "ninguém" brinca)

    ResponderEliminar
  3. Estes jogos de poder entre PS e PSD são abomináveis, vergonhosos e desonestos. Políticos que apenas se preocupam em dizer mal uns dos outros, para chegar ao poder são do mais mesquinho que há! E de repente estarão a governar coligados! Impostores.
    De repente, hoje ao ouvir a TSF transportei-me para o outro lado do planeta... No Japão o Parlamento mudou-se de Tóquio para Fukushima. Não é arakiri, é solidariedade e altruísmo ao mais alto nível! Ao nível da governação! Quem deveria aprender com isso? Os egoítas, hipócritas e corruptos dos políticos portugueses! Assim se pode comparar o mais alto nível com o mais baixo e ver que em Portugal, os políticos se esquecem de que estão a representar quem lhes paga para lá estar. Tornaram-se tão perigosos como carraças sedentas de sangue.
    Entretanto ouço no mesmo noticiário que o Dr. Garcia Pereira e representantes de outros pequenos partidos, estavam a manifestar-se às portas da RTP enquanto decorria o debate entre Jerónimo e Portas. Esses não têm os mesmos direitos de antena e propaganda que os outros! Era por isso que as pessoas mais informadas deveriam lutar e defender! Isso é uma injustiça e anti-democrático. Que interessa o que diz o Presidente?! nunca interessou!
    Enquanto que no Governo Sombra, na TSF ao fim da tarde, esses mesmos pequenos partidos foram indecentemente enxovalhados pelo Ricardo Araújo Pereira e seus compinchas nesse programa. Esta gente mete nojo!
    E vai piorar Ana!... vai, vai porque burro velho não toma andadura. Porque se habituaram a roubar e a enganar. Não há opção de escolher gente nova e todos vamos pagar com a Bancarrota, infelizmente. É trigo limpo, farinha amparo!

    ResponderEliminar
  4. Caro Rogério,
    ... os recados devem ter sido muitos... e as interpretações, calcule-se :))
    Abraço.

    ResponderEliminar
  5. Querida Fada do Bosque :)
    ... é verdade que é difícil manter a serenidade perante o que nos é dado assistir... mas, como "burro velho não toma andadura" e é este o burro que temos, teremos que manter o discernimento aceso e resistir com algum distanciamento... mas, lá que é "trigo limpo, farinha Amparo", isso é...
    Um beijinho trovejante como a trovoada que tem estado como aqui não sei se por sintonia ou como catarse :))

    ResponderEliminar
  6. Não ouvi o presidente, distraí-me e deixei passar a hora. A vantagem é que poupei os nervos, desse ser cínico e revanchista, verdadeiro centro da oposição não se espera outra coisa, ele não brinca em serviço...

    Beijinho Querida Ana Paula:)

    ResponderEliminar
  7. Caríssiam APF


    Parece-me que chegámos a um ponto em Portugal, em que todos os politicos tentam manipular o pagode;e chegam mesmo a tentar manipular-se uns aos outros.Dos partidos é melhor não falar,não é?
    O PR é um falso pessimista;o Primeiro ministro é um falso optimista;os ministros já não sabem o que são.O país é pequeno.Torna as pessoas pequenas.

    Donde retiraria a conclusão que os deprimidos
    afinal são eles,os politicos.Ao povo,classes médias e por aí adiante, compete ir resistindo e respirando.

    Mas, sinceramente, começa a enojar tanta e tanta conversa fiada e tantos interesses mal encobertos.

    E o país,senhores? aqueles que estão prontos a nascer?


    Com as melhores saudações

    ANB

    ResponderEliminar
  8. Minha querida amiga Ana... :)

    Trovoada mesmo! :) que agora aqui chega ao Minho em força! Devo dizer que as tuas respostas quase me desintegram, de tão queridas que são, ao fazer frente ao mau feitio de fada consternada, por não ter uma varinha mágica suficientemente potente para tudo mudar. :) Vai daí, o ser mais paciente da blogosfera... acaba por me aturar... :)
    Um abraço eléctrico e iluminado, como o relâmpago que acaba de me deslumbrar!
    Querida Amiga! :)))

    ResponderEliminar
  9. Querida Ariel :))
    ... ainda bem que se distraiu porque, de facto!, devemos "poupar-nos" ao que, insistente e irritantemente, nos ameaça a serenidade inquieta com que acompanhamos os dias...
    Beijinho

    ResponderEliminar
  10. Caro ANB,
    É extraordinariamente difícil encontrar no panorama político-partidário contemporâneo, a seriedade distanciada e verdadeiramente centrada no interesse nacional que outro não é, senão o do bem-comum ou seja, do colectivo humano que somos... e de tal modo, o hábito manipulatório tomou conta dos procedimentos e das avaliações que é cada vez mais complicado fazer com que se entenda a linguagem da clareza e da objectividade... sim, cao ANB... e os que estão para nascer?... terão que aprender a pensar por si próprios para não sucumbirem à manipulação adoptada generalizadamente como se fosse natural...
    Enfim... continuaremos vivos e fortes :)
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  11. Querida Fada do Bosque :))
    ... que boas palavras para me darem mais luz ao dia!... ah! pois... eu gosto de aturar a minha Fada revoltada... e quando ela está mais "acesa" desato a falar com ela como se fosse comigo :)))
    Um beijinho feito do sol de Maio que espreita entre os altos castelos das nuvens que nos pertutbam a linha do horizonte :))

    ResponderEliminar