segunda-feira, 1 de novembro de 2010

A Mudança - entre a Reivindicação, a Esperança e a Expressão


... porque é possível! A prova está em que, apesar dos mercados insistirem em nos desmobilizar, os povos conseguem ultrapassar as dinâmicas aparentemente dominantes e, um dia, fazer vencer essa voz harmoniosa em que o sentido de justiça, a razoabilidade e a vontade se conjugam colectivamente para eleger a Esperança!

15 comentários:

  1. Eu faria apenas uma pequena alteração: onde se diz "os povos conseguem ultrapassar" eu escreveria ALGUNS povos conseguem ultrapassar. ABRAÇO.

    ResponderEliminar
  2. Caro fernando f,
    ... obrigado!
    ... entretanto, como pode ler, o nosso amigo Fernando Cardoso fez uma observação a que respondo em seguida e que, se valer a pena, gostaria que comentasse :)
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  3. Olá Fernando :)
    ... obrigado pela sugestão! Sabe? Assim que a li, sorri e pensei corrigir, seguindo a proposta :)
    ... depois, de modo a não criar discriminações conceptuais na emissão de juízos, pensei que talvez fosse melhor revisitar o velho e sábio conceito da paciência que o Oriente tão bem conhece para dar tempo a que aqueles que até aparentam não conseguir ultrapassar-se, nos provem que, afinal!, são capazes de ser melhor do que o que deles fizeram :)
    ... será que estou a pensar bem?
    Aguardo...
    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  4. Novo post em:

    http://ocantinhodomestre.blogspot.com/2010/11/episodios-de-infancia.html

    ResponderEliminar
  5. Ah! a paciência é também nunca esperar nada dos outros e, assim sendo, não esperar que os tais povos consigam, ou não consigam, ultrapassar as dinâmicas aparentemente dominantes. E para ser ainda mais paciente o nosso eu deve ficar de fora "...nos provem que, afinal!, são capazes de ser melhor do que o que deles fizeram :)"
    Abraço paciente.

    ResponderEliminar
  6. Claro Ana Paula, é por aí.
    É verdade que por vezes também me assalta o cepticismo, mas logo penso, que não temos muito mais por onde ir, pois meditando bem, ainda só há "meia dúzia" de anos, descobrimos que as mãos serviam para muito mais que andar ou trepar às árvores, ou que ontem andavamos de candeia atrás, que é como quem diz à frente.
    Abraço.

    ResponderEliminar
  7. Carlos :)
    ... resistiremos, sempre!... e seja qual for o resultado, pelo menos, em consciência, não seremos cúmplices ou sequer, discretamente coniventes :)
    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  8. Abraço paciente, Fernando :))
    ... "nunca esperar nada dos outros" é a fórmula de aproximação à felicidade :)
    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  9. Fernando F.,
    Obrigado!... obrigado por nos lembrar desta tão aparentemente prolongada infância da Humanidade que a nossa ânsia de crescer, vencendo o medo, a injustiça e o sofrimento, nos faz, por vezes, esquecer quando é essa consciência que justifica a nossa persistência e a nossa Esperança.
    Um grande abraço.

    ResponderEliminar
  10. "5 EXPULSÕES NO PS-ALANDROAL
    É oficial, os 5 militantes do Partido Socialista que se candidataram pelo MUDA ( Movimento Unidade Desenvolvimento de Alandroal ) contra as listas do próprio partido nas Autárquicas de 2009, foram expulsos do Partido Socialista.

    Em todo o Pais passou largamente a centena de expulsões de militantes socialistas, mas do Concelho de Alandroal os nomes que constam, são os seguintes:

    - João Maria Aranha Grilo
    - António Manuel Rocha Balancé
    - José Caeiro Bexiga
    - Joaquim José Cuco Galhardas
    - Manuel João Sapatinha Rodrigues

    Os visados não podem fazer parte em listas do PS em próximos actos eleitorais.

    Fonte: CNJ - Comissão Nacional de Jurisdição do Partido Socialista."

    É caso para dizer: "Tal não é a sorte deles, os expulsos, deixarem de pertencer a uma corja de socialistas que arruinou o país".

    Tarde ou cedo a verdade triunfará!

    ResponderEliminar
  11. Querida Ana Paula,

    Estou muito pessimista, vamos ver se somos capazes de melhor.

    Beijinho
    :))

    ResponderEliminar
  12. Cara Ana Paula Fitas,

    Não sei se dá grande importância a selos, a prémios e prendas. Eu recebi um Prémio Dardos, com a condição de nomear alguém que acrescente valor na Web. Nomeei o seu blogue, por tudo que aqui li e nomeadamente por mais este post. Pode até não levar esse prémio, mas que o mereceu, mereceu. Digo eu!

    Abraço

    ResponderEliminar